Tião Gomes reclama da postura do PMDB e pede que partido entregue cargos no governo

0
3

Com a conjuntura nacional empurrando o PMDB para uma aliança com o PSDB e na Paraíba o partido cada dia mais próximo dos tucanos, o deputado estadual Tião Gomes (PSL), cobrou que o presidente do PMDB, senador José Maranhão, entregue os cargos no governo do Estado.

Antes, o secretário de Comunicação, Luis Torres, já havia exposto que o PMDB possui cerca de 30 cargos no governo e estranhou a postura do partido que já se prepara para romper com o PSB.

De acordo com Gomes, as últimas declarações do senador paraibano denotam o descompromisso do PMDB com o governador Ricardo Coutinho e com a gestão socialista e por isso não merece continuar prestigiado na administração.

Maranhão afirmou esta semana que não foi procurado pelo governador Ricardo Coutinho e que não iria procurá-lo para uma eventual aproximação do presidente interino da República.

Tião ainda lembrou ainda que Maranhão tem uma sobrinha (Olenka Maranhão) beneficiada com uma vaga na Assembleia Legislativa da Paraíba graças a movimentação do Governo do Estado, que ascendeu o deputado Trócolli Júnior (PROS) ao primeiro escalão, abrindo vaga para que a suplente assumisse a titularidade.

O deputado criticou afirmando que o senador não deveria se portar assim e contra o partido do governador em João Pessoa e alfinetou que Maranhão está “flertando com tudo que é de adversário do governador”. Ele exigiu que o PMDB entregue todos os cargos que tem.

Tião Gomes ainda exigiu que o PMDB emitisse uma posição oficial sobre o caso: “Se é para ser assim então entregue logo todos os cargos”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome