03/06/2015 às 10h40 • atualizado em 03/06/2015 às 07h42
Epidemia

Paraíba já teve mais de 4 mil casos de dengue confirmados em 2015

A Paraíba já teve 4.105 casos confirmados de dengue entre 1º de janeiro e 28 de maio, segundo mostra o Boletim Epidemiológico da Dengue e Chikungunya divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde nesta terça-feira (2). Nesse mesmo período, 11.914 casos suspeitos de dengue foram notificados no estado e, desses, 1.680 já foram descartados. Dentre os casos confirmados, 46 deles foram classificados como dengue com sinais de alarme, sendo 12 casos de dengue grave. Outros 6.129 casos estão sendo investigados.

Uma morte por dengue foi confirmada, no município de Alhandra. Oito mortes ainda seguem em processo de investigação – uma em Alhandra, outra em São João do Rio do Peixe, uma em Guarabira, uma em Sousa e quatro emJoão Pessoa. A SES está aguardando o resultado do laboratório do Instituto Evandro Chagas (IEC), no Pará.

Ao comparar com o mesmo período do ano de 2014, quando foram confirmados cinco óbitos por dengue, observa-se redução de 80%, mas o alerta continua. “Tendo em vista a situação de risco para epidemia, a Secretaria de Estado da Saúde recomenda às Secretarias Municipais de Saúde o alerta de manter a rede atenta para o diagnóstico precoce da doença e o manejo correto para que os óbitos sejam evitados”, comentou a gerente executiva de Vigilância em Saúde da SES, Renata Nóbrega.

Atualmente, 68 municípios paraibanos (30,49%) estão classificados em epidemia de dengue, com um coeficiente de incidência acima de 300%. São eles Água Branca, Alagoa Grande, Alagoinha, Alcantil, Alhandra,Aparecida, Arara, Areia de Baraúnas, Areial,Aroeiras, Bananeiras, Baraúnas, Barra Santana, Belém, Boa Vista, Brejo do Cruz,Brejo dos Santos, Cabaceiras, Caiçara,Camalaú, Catolé do Rocha, Caturité, Conde,Cuitegi, Dona Inês, Frei Martinho, Guarabira,Itaporanga, Juarez Távora, Junco do Seridó,Juru, Logradouro, Mãe D’água, Manaíra,Marizópolis, Matinhas, Monte Horebe,Monteiro, Nova Olinda, Ouro Velho, Parari,Pedra Lavrada, Pedro Regis, Piancó, Picuí,Pirpirituba, Pitimbu, Prata, Princesa Isabel,Puxinanã, Remígio, Riachão, Riachão de Santo Antônio, Riacho dos Cavalos, Santa Helena , São Bento, São José dos Espinharas, São José do Sabugi, São José dos Ramos, São Sebastião do Umbuzeiro,Serra da Raiz, Sertãozinho, Sousa, Tavares,Teixeira, Umbuzeiro, Várzea e Zabelê.

Febre chikungunya
Ainda considerando o período de 1º de janeiro a 28 de maio, foram notificados sete casos suspeitos de febre chikungunya nos municípios de Pombal (1), Alhandra (1), Campina Grande(1), Umbuzeiro (2), Coremas (1) e João Pessoa (1), sendo que cinco deles foram descartados e dois estão em processo de investigação, aguardando resultado.

A SES informa que todo caso suspeito de Chikungunya é de notificação compulsória imediata e deve ser informado em até 24 horas às esferas municipal, estadual e federal, por meio dos telefones: 0800.281.0023/ (83) 3218-7331/ (83) 9 8828-2522.

Comentários