03/06/2015 às 08h36 • atualizado em 03/06/2015 às 17h50
Festa em perigo?

Estiagem prejudica produção de milho e ameaça comidas típicas do São João

A estiagem que afeta o Nordeste há quatro anos atingiu, agora, a maior festa da região. A Empasa não está conseguindo encontrar milho no mercado e o São João de muita gente pode estar com os dias contados.

Para tentar aumentar a oferta, a Empasa chegou a abolir a cobrança da taxa de entrada na portaria dos entrepostos de João Pessoa, Campina Grande e Patos aos produtores do produto. A medida vigorará do dia primeiro a 30 de junho, e deverá incentivar os produtores/comerciantes a terem áreas de grande movimentação de consumidores para escoarem suas produções. Atualmente as tarifas praticadas para veículos acima de 1,3 toneladas estão a partir de R$ 8,70.

Para o presidente da Empasa, José Tavares Sobrinho, a situação poderá mudar nos próximos dias, e o milho deverá aparecer no mercado. “A estiagem se prolonga, mas como é tradição termos a pamonha, a canjica, o bolo de milho na mesa do nordestino nesta época, o produto deverá aparecer, pois muitos são procedentes de áreas irrigadas de outros estados como Rio Grande do Norte e Ceará”, revelou o presidente.

Com relação aos preços, Tavares informou que só poderá ter uma ideia com a proximidade das datas dos santos juninos (Santo Antônio, São João e São Pedro). No ano passado, os valores da mão de milho (52 espigas) variaram entre R$ 25 e R$ 50.

Comentários

Recomendado para você