Chuvas: Governador decreta Estado de Alerta em João Pessoa

0
3

O governador Ricardo Coutinho decretou Estado de Alerta em João Pessoa devido às chuvas das últimas 24 horas. A capital paraibana foi a cidade que mais apresentou ocorrências, pontos de alagamentos e desabamento. O Corpo de Bombeiros da Paraíba está mapeando, atendendo e executando ações.

De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Jair Carneiro de Barros, o aumento do número de pontos de alagamentos nas vias de João Pessoa aconteceu devido à falta de drenagem e às galerias entupidas com lixo. “As galerias entupidas e falta de drenagem provocaram transbordamentos para casas, pontos comerciais, além de deixar várias vias intransitáveis em João Pessoa”, explicou o comandante.

Desde a última sexta-feira que a corporação tem mantido plantão para atender as possíveis ocorrências devido ao aumento das chuvas. “Estamos monitorando e em alerta para caso ocorram fatos de maior gravidade nas comunidades em consequência das chuvas”, ressaltou.

Em caso de desabamentos ou ocorrências, o comandante pede para a população ligar para o número de emergência do Corpo de Bombeiros: 193.

Principais ocorrências

Nas últimas 24 horas, o Corpo de Bombeiros recebeu 44 ocorrências, destas, 16 relacionadas às chuvas.

“Atendemos ocorrências de quedas de árvores; desobstrução de vias; desmoronamentos; prevenção de açude em Santa Rita (açude Rio Preto); inundações de residências; prevenções de acidentes; colisão de caminhão com poste e uma queda de barraco”, descreveu o comandante.

Durante a madrugada, no bairro de Mandacaru, uma vila foi atingida pela queda de um muro. Os feridos foram socorridos para os hospitais, onde receberam atendimentos e em seguida liberados. As cidades de Santa Rita e Cabedelo também apresentaram pontos de alagamentos.

A corporação continuará com equipes em regime de plantão, uma vez que as chuvas devem continuar nas próximas 24 horas. “O Corpo de Bombeiros vai continuar em estado de alerta devido à continuidade das chuvas nas próximas horas”, finalizou o coronel Jair.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor preencha seu nome